Propostas para um Mandato Econômico e Independente

  • Reduzir o número de assessores de 28 para 9;

  • Reduzir em 50% a verba de gabinete, destinada à remuneração da assessoria, de R$ 184.104,93 para R$ 92.052,46;

  • NÃO utilizar as verbas indenizatórias, que, atualmente, podem alcançar R$ 25.322,25 por mês e se referem a despesas com aluguel de imóveis, locação de carros, combustível, consultorias, divulgação do mandato etc;

  • Ter independência em relação ao Executivo, sem indicar comissionados no governo eleito e com o compromisso de cumprir integralmente o mandato, sem afastar-se para exercer outros cargos;

  • Em caso de missões nacionais ou internacionais, não utilizar recursos públicos para passagens e diárias, nem mesmo no caso de convite de instituição privada que possa exercer influência em votação.

 

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social
  • Google+ ícone social

 

Explicações

Cada centavo do dinheiro público, que é resultado dos tributos que pagamos, deve ser bem gasto no que mais interessa à sociedade. Não podemos admitir que os recursos da coletividade sejam gastos com privilégios. Por isso, estou assumindo os seguintes compromissos públicos:

  • reduzir o número de assessores de 28 para 9;

  • reduzir em 50% a verba de gabinete, destinada à remuneração da assessoria, de R$ 184.104,93 para R$ 92.052,46;

  • NÃO utilizar as verbas indenizatórias, que, atualmente, podem alcançar R$ 25.322,25 por mês e se referem a despesas com aluguel de imóveis, locação de carros, combustível, consultorias, divulgação do mandato etc;

  • ter independência em relação ao Executivo, sem indicar comissionados no governo eleito e com o compromisso de cumprir integralmente o mandato, sem afastar-se para exercer outros cargos;

  • votar contra aumento de impostos ou de medidas que resultem na ampliação da carga tributária;

  • destinar emendas parlamentares ao orçamento somente para as áreas de saúde, segurança e educação. Para 2018, cada deputado distrital destinou R$ 18,8 para ações de seu interesse. Muitas vezes, pairam dúvidas e suspeitas sobre a utilização desses recursos quando se destinam a eventos;

  • em caso de missões nacionais ou internacionais, não utilizar recursos públicos para passagens e diárias, nem mesmo no caso de convite de instituição privada que possa exercer influência em votação.

Os pré-candidatos que, assim como eu, assuma esses compromissos, caso venham a ser eleitos, economizarão, cada um, R$ 5,7 milhões ao longo da legislatura. Se todos os 24 deputados distritais assumissem o mesmo compromisso, a economia seria de R$ 137,6 milhões ao longo da legislatura. Se todos os senadores, deputados federais e estaduais e vereadores assumissem compromisso semelhante, a economia certamente seria de bilhões de reais.

© 2018 por Guto Bello.